Budapeste – dos banhos termais aos ruin pubs
Europa Hungria

Budapeste – dos banhos termais aos ruin pubs

Sem dúvidas Budapeste é uma das cidades mais bonitas da Europa. Capital da Hungria e localizada às margens do Rio Danúbio, essa cidade esbanja monumentos históricos fascinantes e maravilhosos! Também é uma das cidades mais famosas no mundo para noitadas! Então, foi a nossa escolha para passar o Ano Novo.

A cidade se divide em duas, a parte principal que se chama Peste, fica localizada no lado direito do Danúbio, e do lado esquerdo fica Buda. Os pontos turísticos se espalham pelas duas partes, inclusive para ir de um lado para o outro é preciso passar pela Ponte das Correntes, um dos principais pontos turísticos da cidade, passamos por lá a pé, fizemos uma caminhada de um lado para o outro, é um passeio que dura um dia inteiro mas vale muito a pena!

 

 

O QUE FAZER

 

Uma dica ótima para conhecer os pontos turísticos de Budapeste com guias que ou são de lá ou conhecem muito sobre a história da cidade, é fazer um dos muitos Free Walking Tours que existem na cidade. Nós fizemos por uma empresa indicada no nosso hostel, não lembro o nome, mas garanto que o recepcionista do seu hostel/hotel saberá lhe dizer. O passeio dura cerca de 3h, é bem grande, então vá bem alimentado, com sapatos confortáveis para encarar!

 

 

Parlamento

Localizado no lado Peste, a sede do Parlamento da cidade é um prédio maravilhosamente trabalhado do estilo gótico, cheio de detalhes e peculiaridades. O local é aberto a visitas guiadas, se você tiver tempo vale entrar e conhecer as diversas salas, esculturas e variedades. Caso não tenha esse tempo sobrando, o lugar é lindo, tem um jardim enorme e maravilhoso! Também vale um passeio pelos arredores.

 

Sapatos à margem do Rio Danúbio

Próximo ao Parlamento, às margens do Rio Danúbio, ficam os famosos sapatos esculpidos em bronze, que são uma homenagem aos judeus mortos durante a Segunda Guerra Mundial, um memorial que registra um passado triste mas marcante.

Realmente é lindo, porém a história é bem chocante por retratar um episódio específico da época. A sensação é um tanto pesada mas é importante conhecermos sobre a história local e além disso, andar pelas margens do Danúbio é uma delícia.

 

Castelo de Buda – Budai Várnegyed

O Castelo de Budapeste fica localizado no lado Buda da cidade, no topo de um dos morros da cidade. É um passeio presente em praticamente todos os walking tours.. O castelo abriga o Palácio Real e também o Museu de História e a Galeria Nacional da cidade. É lindo e tem uma vista privilegiada de Budapeste, onde é possível ver a Ponte das Correntes, o Danúbio, o Parlamento e muitos outros pontos turísticos. Você pode dar uma volta pelo entorno e ver os jardins e o bairro de Buda que ainda guarda algumas lembranças da Idade Média.

 

Banhos Termais – Szechényi

Sem dúvida, este passeio foi um dos mais divertidos! Um dos banhos termais mais famosos de Budapeste, com suas temperaturas que variam de 30° a 40° graus e piscinas abertas e cobertas, é uma atração que agrada a todos. Fica aberta a maior parte do dia, e não precisa comprar online, são vendidos na entrada e você pode optar por banho simples, com massagem, spa e diversas outras variedades.

Preferimos optar pelo banho simples e nos divertimos muito nas piscinas. Há uma área com correnteza circular, bolhas saindo do chão, banheiras de hidromassagens internas e externas. É realmente muito gostoso e divertido passar algumas horas do dia lá.

Nós fomos no inverno, e fazia -2º (o que não é tão frio pro inverno de Budapeste) só que o local onde guardamos os pertences é um pouco distante das piscinas, então nós, literalmente, corremos MUITO para entrar nas piscinas! Se você for nessa época se prepare para sair correndo no frio!

Existem vários outros banho termais lá, como o também muito conhecido e lindíssimo Gellért Baths, mas acabamos optando por esse por causa da área externa com uma parte mais divertida para ficar além de só nadar nas piscinas.

 

Pista de Patinação – City Park (Varosliget)

Esta é a maior patinação no gelo a céu aberto de toda a Europa, fica ao ar livre, em frente ao castelo Vajdahunyad, criando um visual incrivelmente lindo! Fica localizada pertinho do banho termal Szechényi, sendo possível conjugar os dois no mesmo dia. Infelizmente o ringue de patinação só abre nos meses mais frios, no verão funciona como espelho d`água. Fica aberta a maior parte do dia e acredite, você fica lá por horas sem nem perceber! Você pode alugar os patins ali mesmo por um preço muito barato. Nós fizemos a conversão e dava menos de R$15,00 o aluguel dos patins sem horário determinado para devolvê-los.

 

Ponte das Correntes – Széchenyi Lánchíd

Com certeza você vai passar por ela se for do lado Peste para o Buda e vice versa, nós passamos por ela andando em um walking tour que ia pelos principais pontos da cidade, é linda, enorme com duas estátuas de leões gigantescas nas pontas. Também é fácil de vê-la passeando pelas margens do Rio Danúbio, que por sinal é um ótimo lugar para passear, aproveitar a paisagem e tomar um café por ali.

 

Praça dos Heróis – Hosök tere

Bem no centro da praça fica o monumento Memorial do Milênio, as estátuas que ficam em sua base são de líderes que fundaram a Hungria. Fomos no inverno, e nessa época do ano dizem que o local vira uma enorme pista de patinação no gelo, mas não tivemos sorte porque não nevou no período que ficamos na cidade.

 

ONDE FICAR

 

Em Budapeste optamos por ficar no lado Peste, é a parte mais central e por irmos no Ano Novo achamos que seria melhor para ter um deslocamento menor para as festas. Escolhemos o Hostel The Hive Party Hostel (sim, tem festas todos os dias, só que não eram tão animadas como esperávamos que fosse), é relativamente novo, inaugurado em 2015, com acomodações confortáveis e uma infra estrutura boa, nós indicamos em épocas em que não sejam muito movimentadas. Como ficamos no ano novo, e era o primeiro ano do hostel nessa época, sofremos com falta de água e internet péssima, não sabemos se ainda existem esses problemas, mas tirando isso, o hostel é ótimo! Se você não gostar de músicas até tarde todos os dias melhor optar por um hostel que não seja party hostel! Também recomendamos o Wombat’s, que tem uma super infra estrutura e era uma das nossas opções mas para a época que fomos não tinha mais quartos disponíveis. Os dois hostels ficam bem próximos, a localização é ótima.

 

 

BAIRRO JUDEU

 

A história é parecida em países do leste europeu que sofreram com o nazismo. A área onde os judeus habitavam se transformou num gueto, que foi cercado com um muro de pedra para impedir que saíssem. Com pouco acesso a comida, remédios e a vida social da cidade. Hoje em dia, com os preços baixos, esse bairro atraiu estudantes e artistas de todas as partes e se tornou um dos lugares mais legais de Budapeste. Com brechós, food trucks, galerias de artes, hostels e muitos bares em ruínas, esse definitivamente é o bairro a se conhecer por lá!

 

 

ONDE COMER

 

Acostumadas com a comidinhas brasileiras e um pouco cansadas do peso da comida do leste (já estávamos por lá há quase 20 dias), ficamos um pouco sem saber o que comer em Budapeste, achamos a comida de lá um tanto quanto exagerada, pesada demais para o nosso gosto. Sendo assim o Pizza Me virou o nosso queridinho, as pizzas são vendidas em fatias e tem diversos sabores, sem falar que o preço é super em conta (dava em torno de 1,50 euros o pedaço!)

Fonte: www.tripadvisor.com.br/

 

VIDA NOTURNA

 

Aviso às mulheres viajando sozinhas: Nós viajamos num grupo de 4 mulheres, e fizemos alguns amigos brasileiros por lá, mas todas as vezes que saímos sozinhas, os homens de budapeste nos assediavam, a ponto de vir querendo agarrar, passar a mão na bunda etc. Só nos sentimos mais seguras quando fomos com nossos amigos homens, o que é um saco! Se você dissesse não de forma mais grossa, eles saíam de perto, mas toda hora vinha um homem diferente em cima da gente. Não sabemos se foi a época do ano (ano novo) ou se sempre é assim, mas vale ficar atenta nas festas de lá. Não passamos por essa situação no Szimpla que é um bar.

 

Szimpla Kert

Com certeza o bar em ruínas mais famoso de Budapeste, vale muito a pena separar uma dia para ir lá, e você pode ir a qualquer hora do dia. O Lugar fica aberto de tarde e fecha só de madrugada, e também dá para comer uns snacks e beber muuuuito! Sem falar que o lugar é muito exótico, ele tem uma decoração diferente para cada ambiente, com coisas aleatórias espalhadas pelo ambiente, sofás velhos, mesas antigas, objetos de decoração inusitados, é um lugar bem curioso!

Fonte: https://edition.cnn.com/travel/article/budapest-ruin-bars/index.html

 

Instant

Tão conhecido quanto o Szimpla, é um lugar completamente peculiar. Diferente do Szimpla, ele é mais focado em festa mesmo, então não abre durante a tarde, apenas a noite. O local foi reformado recentemente e agora conta com 26 espaços e 7 bares diferentes, e acredite, lá é um labirinto! Possui tantas pistas de dança em diferentes locais, que cada vez que decidimos “rodar” pelo local encontramos novas pistas escondidas super animadas! A Instant é uma boate para todos os estilos de música que você possa imaginar, se vai estar por Budapeste não deixe de reservar uma noite para ir!

 

Morrison’s 2

A maior boate da cidade, com 6 pistas e vários gêneros musicais. Eles tem um drink de vodka colorida que são vários shots e cada um fica de uma cor, como um arco íris, é super legal!

 

Retox Party Hostel

Esse na verdade é um Hostel, mas que é tão animado que as pessoas vão lá para beber antes das festas. Caso você queira muita festa e não esteja se importando muito com o hostel que vai ficar, vá para lá. Não quisemos ficar lá porque vimos histórias de bed bugs e muita sujeira nos banheiros.

 

Akvarium Klub

É uma mistura de restaurante com pub, durante a tarde ele fica aberto para almoços e a noite funciona como um pub. Não conseguimos ir por falta de tempo mas foi um dos lugares que achamos super legal para visitar, é um ambiente meio ”subterrâneo” com o teto transparente onde fica um chafariz no meio da cidade, como se fosse uma piscina. 

Fonte: www.tripadvisor.com.br/

 

PS: Fizemos um pub crawl por Budapeste mas achamos que não valeu a pena.  Não podíamos entrar na pista de dança dos locais exceto da instant, e só ganhamos um welcome shot. Então pesquisem bem antes de fazer pubcrawl por lá!

 

Você viu recentemente ...

Telhado da casa do parque guel

Barcelona: O que fazer além da Sagrada Família

Bruges – Roteiro de 1 dia!

Palácio de Pena em Sintra - Bate e volta de Lisboa

Sintra, Cabo da Roca, Cascais e Estoril – Bate e volta de Lisboa

Londres com sol: 17 dicas do que fazer

Rua Augusta, Lisboa, Portugal

Lisboa – Do clássico ao cool

DEIXE UM COMENTÁRIO

Contact Us

[contact-form-7 404 "Not Found"]