Copenhagen – Dicas para curtir o clima de ‘Jul’ em Novembro
Dinamarca Europa

Copenhagen – Dicas para curtir o clima de ‘Jul’ em Novembro

Esse post maravilhoso de Copenhagen foi escrito pelo nosso querido amigo e colaborador Thales Petry. Vejam as dicas para curtir o clima do natal por lá!

 

É impossível não embarcar no clima natalino de Copenhagen. À partir da segunda quinzena de novembro as ruas da cidade se enfeitam e as praças são ocupadas pelos famosos Julemarked, os mercadinhos de natal. Até mesmo o Tivoli Gardens – o primeiro parque temático do mundo, que serviu de inspiração para a Disneyland – entra na brincadeira, com uma decoração toda especial. O friozinho é só mais um charme da capital da Dinamarca, que apresenta um tempo seco com raros momentos de chuva fina. Tenha em mãos sempre um bom casaco, pois a temperatura pode oscilar entre 2º e 5º C.

 

Como chegar em Copenhagen

Não há voos diretos entre o Brasil e a Dinamarca. Diversas companhias aéreas, como KLM, Air France e Swiss Air realizam o trajeto, com escala em seus respectivos aeroportos-sede e passagens na classe econômica (ida e volta) à partir de R$ 3500,00. Sugerimos dar uma conferida na Decolar.com e ficar de olho. Sempre rolam promoções e esse preço pode ser reduzido!

 

Dicas de Copenhagen

Como se comunicar

“Taler du portugisisk?” O idioma oficial da Dinamarca é o dansk (dinamarquês), uma língua bem distante das latinas, com algumas semelhanças com o alemão e o sueco. Ciente das dificuldades de comunicação, o país implementou o ensino obrigatório de inglês nas escolas. Assim, grande parte da população dinamarquesa tem este idioma como uma segunda língua. Os jovens, principalmente, falam com bastante fluência. Mas nosso bom e velho português, nem pensar.

 

Coroas Dinamarquesas

Apesar de fazer parte da união européia, a moeda oficial da Dinamarca é o Danish Krone (DKK). A cotação é de 1 DKK são 60 centavos do R$. A princípio parece uma boa, não? Mas não se deixe enganar, apesar de desvalorizada frente à nossa moeda, o poder de compra do Real é inferior ao do Krone. Por exemplo: a passagem do metrô custa, em média, 36 DKK (R$ 21,50). O que é um absurdo, comparado aos R$ 4,00 aqui do Rio de Janeiro. O ideal é calcular se baseando na relação do Krone com o Euro (1 Krone são 13 centavos do Euro). No caso do metrô, os 36 DKK seriam 4,68 €. Ou seja, para saber o quanto está gastando, tente pensar nos valores sempre em euros.

 

Trocando dinheiro

Optamos por levar Euros e trocar por Coroas na Dinamarca, já que não encontramos casas de câmbio que tivessem a quantidade suficiente de moeda. O Aeroporto de Copenhagen e a Estação Central são locais onde é possível fazer a troca sem dificuldades. O problema é que cobram 12% de comissão em cima do valor. Não bastando, descobrimos que alguns restaurantes e lojas de Copenhagen não aceitam mais dinheiro em espécie. Assim, sugerimos ao viajante que leve seu dinheiro em cartões pré pagos (Visa Travel Money, por exemplo), que permitem sacar o dinheiro em moeda local e efetuar compras em cartão. Não use de forma alguma o cartão de crédito do seu banco brasileiro, já que ao pagar uma compra você será taxado duas vezes, já que primeiro convertem o valor para dólar e depois para real.

 

Copenhagen Card

Cartão semelhante ao Oyster da Inglaterra ou o NaviGO francês. Permite circular de forma gratuita e ilimitada de metrô e ônibus por um período limitado de tempo. Museus, palácios e até o Tivoli Gardens estão incluídos no cartão. Mas será que vale a pena? O cartão tem 4 versões: 24h (54 euros), 48h (77 euros), 72h (93 euros) e 120h (121 euros). Fizemos quase todo o nosso deslocamento a pé e, como tínhamos pouco tempo na cidade, optamos por não visitar todos os palácios. Assim, o cartão não se mostrou vantajoso para nós. O gasto total com todos estes passeios acima é de 113 euros, o que torna o cartão vantajoso caso seja possível realizar todos os passeios em até 3 dias. É importante lembrar que os palácios não abrem às segundas e seus horários são bem limitados no inverno. Para saber mais sobre o cartão veja aqui (em inglês).

 

Onde ficar em Copenhagen

Novembro é período de baixa temporada em Copenhagen. A cidade apresenta diversas opções de hospedagem, desde hotéis cinco estrelas à beira do mar como o Admiral Hotel (em torno de R$ 900,00 a diária) ou albergues como o Urban House (R$ 144,00 a diária no quarto compartilhado). A região próxima à Estação Central de Copenhagen é turística, com um grande número de hotéis e restaurantes na região, de preços e categorias variáveis.

 

O que fazer em Copenhagen

Tivoli Gardens

Com 175 anos de idade, o Tivoli Gardens é um patrimônio da Dinamarca. O parque de diversões é formado por diferentes áreas, cada uma simulando uma região diferente do globo, como a China, a Índia e a própria Escandinávia. Há atrações para todas as idades, como carrossel, estande de tiro ao alvo e uma pequena montanha russa. A entrada básica (sem direito a andar nos brinquedos maiores) custa 50 DDK ( 6,50 €)  para menores de 7 anos e 120 DKK (15,00 €)  para maiores de 8 anos. A entrada com todos os brinquedos incluídos custa 395 DKK ( 51 €), por pessoa.

 

Há diferentes opções de alimentação no parque, como o badalado Faergekroens Brewery, que serve comida típica da região (pratos em torno de 175 DKK) até uma praça de alimentação anexa, a Tivoli Gardens Food Court, com restaurantes do mundo todo (não é preciso pagar a entrada do parque para ter acesso à praça de alimentação). Durante o período de Natal, o parque se enfeita com neve artificial e luzes coloridas, além de uma deliciosa feira natalina. O Tivoli Gardens funciona todos os dias, das 11 da manhã até à meia noite.

 

Prefeitura de Copenhagen

O prédio fica situado no centro de Copenhagen, bem próximo ao Tivoli Gardens e a Estação Central de Copenhagen. Construído no final do século XIX, abriga uma torre do relógio com sinos que soam a cada quarto de hora, e podem ser ouvidos de quase toda a cidade. Visitas guiadas em inglês: de segunda à sexta às 13h ; sábado às 10h (50 DKK). Visitas a torre (sem guia) de segunda à sexta, entre 11 da manhã e duas da tarde; sábado ao meio-dia (30 DKK).

Børsen

A antiga bolsa de valores de Copenhagen é considerada por muitos o prédio mais bonito da cidade. Seu telhado abriga uma torre em espiral, formada pelo rabo de quatro dragões apoiados em sua base. Construída no século XVII, hoje abriga a Câmara Dinamarquesa do Comércio. Visitas ao interior do prédio não são permitidas.

Circuito dos Palácios

Copenhagen é uma cidade repleta de palácios, de tamanhos e funções diferentes, alguns ainda utilizados pela família real dinamarquesa. Como ficam muito próximos uns dos outros, é possível visitá-los a pé, passando no caminho por edifícios como o Borsen e a Igreja de Mármore. Sugerimos separar pelo menos dois dias para conhecê-los com calma. Mas atenção: os palácios não abrem às segundas-feiras!

 

Christiansborg Slot: é a sede do governo dinamarquês, ocupada pelo parlamento e o primeiro ministro. A família real também usa o edifício para receber dignitários estrangeiros em suas diversas salas, incluindo o imponente salão ocupado pelas onze tapeçarias da rainha. É possível visitar suas dependências de terça à domingo, das 10 às 17h. Os estábulos reais também estão abertos para visitação. O ingresso custa 150 DKK para adultos e gratuito para crianças.

 

Charlottenborg Slot: localizada na esquina da praça Kongens Nytorv e do Nyhavn, este palacete é a sede da Real Academia Dinamarquesa de Belas Artes, funcionando como um museu de arte contemporânea. Maiores de 16 anos pagam 90 DKK, e estudantes 50 DKK. É gratuito para crianças. Aberto de terça à sexta, de meio dia às 20h e sábados e domingos das 11 até às 17h.

Amalienborg: Formado por quatro casarões que ladeiam a praça de Amalienborg, serve de residência para a família real. Ao meio dia há troca da guarda no local. Aberto para visitação de terça à domingo das 11 as 16h. 95 DKK para adultos.

Rosenborg Castle: palacete de quatrocentos anos localizado no meio de um enorme jardim, antiga residência dos reis dinamarqueses. Além de nos permitir visitar as dependências reais, o palácio abriga em seu subsolo as jóias da coroa, além de vestimentas do século XVI, instrumentos astronômicos, espadas e armaduras. Há uma imensa sala no segundo andar, com leões gigantes de prata cercando o trono. Aberto de terça à domingo, das 10 às 15h. Ingresso custa 110 DKK para maiores de 17 anos.

 

Nyhavn (porto novo)

Canal escavado no século XVI para permitir o acesso dos barcos mercantes ao centro de Copenhagen. Hoje é uma zona turística, cercada por bares, cafés e restaurantes. Alguns passeios de barco pela baía de Copenhagen partem dessa região. O local ficou famoso também ao servir de cenário para o filme Garota Dinamarquesa.

Kastellet e Den Lille Havfrue

Localizados em uma região um pouco mais afastada do centro de Copenhagen, próximo à estação østerport está o parque Kastellet (Cidadela), que abriga uma fortaleza em forma de pentágono. O interior dos muros abriga uma série de prédios históricos, como um moinho de vento e uma igreja. A entrada é gratuita. Há uma cerimônia de troca da guarda todos os dias, ao meio-dia. Bem próximo à Cidadela, à beira do mar, está a estátua de bronze Den Lille Havfrue (A pequena sereia), um dos símbolos de Copenhagen. O conto da sereia que troca sua voz por pernas humanas foi escrito pelo autor dinamarquês Hans Christian Andersen, que viveu grande parte da sua vida na cidade.

 

Rundetaarn (torre redonda)

A Dinamarca estava a frente das pesquisas astronômicas no final do século XVI. Seu principal cientista era Tycho Brahe e após sua morte, o rei Cristiano IV propõs a construção de um observatório, na forma de uma torre redonda. No topo da torre de 35 metros de altura há um mirante, com vista para toda a cidade. Ao invés de elevadores ou escadas, a Rundetaarn abriga uma enorme passarela espiral em seu interior, permitindo a todos chegar no terraço sem esforço. Aberto todos os dias até 18h (exceto 24,25 e 31/12 e 1/1). Custa 25 DKK para adultos e 5 para crianças de até 15 anos.

 

Frederiks Kirke

Conhecida também como Igreja de Mármore, foi inaugurada no final do século XIX. Seu domo foi inspirado na Basílica de São Pedro, no Vaticano. Durante nossa visita à igreja havia uma linda instalação artística na nave, simulando um céu de flores de cerejeira. Uma pena que era temporário! A igreja abre todos os dias, de meio dia às 17h. A entrada é gratuita.

 

Não fomos, mas gostaríamos de ter ido em Copenhagen

Castelo Kronborg

O maior castelo renascentista da Europa fica em Elsinore e serviu de inspiração para Shakespeare escrever o clássico Hamlet. Construído no século XVI como uma fortaleza marítima, fica próximo à fronteira com a Suécia. Hoje é patrimônio mundial pela UNESCO. O castelo fica distante de Copenhagen, sendo possível ir de trem ou carro (mais ou menos 1h de viagem). O castelo abre de terça a domingo, das 11 às 15:30h. Ficando fechado na semana entre a véspera de natal e o ano-novo. A entrada custa 90 DKK.

 

Onde Comprar em Copenhagen

Strøget

Nada com um jeitinho mais europeu que a Strøget, uma rua fechada para pedestres, com lojas e restaurantes por todos os lados. Ela começa bem ali ao lado da prefeitura e passa pelas praças Nytorv e Amagertorv, até desembocar na Kongers Nytorv, a praça central da cidade. Cada uma dessas praças recebe um julemarked.

A preparação começa na segunda quinzena de novembro, quando as ruas são enfeitadas com luzes coloridas e pinheiros gigantes são colocados no meio das praças. Os julemarked vendem comidas e bebidas típicas desta época do ano, como o gluhwine – uma bebida a base de vinho e especiarias, parecida com o quentão brasileiro – e chocolate quente de todos os tipos e tamanhos. Provamos também do cachorro quente dinamarquês, vendido na grelha e temperado pelo cliente, e dos maravilhosos mini crepes de nutella. As barraquinhas de natal também vendem animais de pelúcia, presépios e lembrancinhas turísticas. Tudo muito barato!

Mas voltando à Strøget, tivemos a oportunidade de visitar a rua durante a Black Friday. A maioria das lojas apresentava descontos entre 20 e 30%, o que levou uma multidão de dinamarqueses a sair no frio e ir às compras. A maioria das lojas é formada por marcas conhecidas, como Zara, H&M, Urban Outfitters, Abercrombie, Tommy Hilfiger, Pandora, Foot Locker, Victoria’s Secret, Disney. Todas estavam com bons descontos. Duas lojas locais, entretanto, chamaram nossa atenção: a loja de móveis e decoração Illums Bolighus e a de moda feminina & Other Stories:

 

Illums Bolighus

Uma das maiores lojas de design do mundo, com foco no famoso design dinamarquês. Móveis, luminárias, artigos de cozinha e banheiro, cerâmica, porcelana, prata e vidro…pode escolher, a Illums Bolighus tem. Não é a toa que a loja é a fornecedora oficial da coroa dinamarquesa. O preço dos produtos varia (afinal, o preço de um sofá não pode ser o mesmo de uma panela). A loja faz envios para o Brasil, mas é uma pequena fortuna. Abre todos os dias, das 10 as 18h.

 

& Other Stories

Loja de moda feminina fundada em 2010 em Estocolmo, na Suécia. Suas coleções se baseiam em três ateliês, sediados em Paris, Los Angeles e Estocolmo. Além de roupas, a loja vende acessórios, roupa de banho e lingerie. Mais detalhes aqui

 

 


Dicas para sua viagem!

Você sabia que você pode ajudar nosso blog com uma pequena comissão toda vez que reserva pelos nossos links? Assim a gente consegue se manter e trazer cada vez mais dicas para vocês!

🏨Reserve seu hotel pelo Booking.com

🏡ou então ganhe R$130 de desconto na primeira reserva do Airbnb (e R$49 de desconto numa experiência)

😷Não esqueça o seguro viagem, nós indicamos o  Seguros Promo 

e ganhe 5% de desconto com o código SEATBYTHEWINDOW

🚗 Vai fazer uma roadtrip? Sempre buscamos o melhor preço de aluguel de carros no Rentcars.com

Não deixem de seguir nosso instagram, para ficar sabendo de tudo que estamos fazendo por aí

Você viu recentemente ...

Laghetti di Cavagrande, a trilha que você precisa fazer em Avola, na Sicília.

Praia de Punta Lunga vista de longe em favignana italia

Favignana – O que fazer em uma das ilhas mais lindas da Sicília 

Múlafossur, Ilhas Faroé

Ilhas Faroé – Roteiro 5 dias de carro com valores

Llyn Idwal, País de Gales

País de Gales – Roteiro de 7 dias de carro com valores

Vista de cima do Arco Magno com três mulheres e um barco na agua em San nicola arcella na itália calabria

Sul da Itália – roteiro 15 dias com valores – Nápoles, Positano, Calábria e Sicília.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Contact Us

[contact-form-7 404 "Not Found"]