NYC – desvendando a cidade que nunca dorme
América América do Norte EUA

NYC – desvendando a cidade que nunca dorme

Nova Iorque é exatamente aquilo que vemos nos filmes, muitos prédios, muita gente nas ruas, trânsito caótico, pessoas muito estilosas e centenas de coisas para fazer. Demos sorte, pois assim que chegamos pegamos uma tempestade de neve que diziam ser a maior dos últimos 25 anos! Digo sorte porque foi uma oportunidade única ver a cidade coberta de neve branquinha (antes de sujar e virar lama). Realmente apaixonante!
PS: se quiser decorar sua parede com essa paixão que está a capa do post, dá um confere na loja da TRAMOS no Colab55 <3

 

DICAS

Primeiro de tudo: pegue um mapa do metrô. Ele te leva definitivamente a qualquer canto da cidade. Tem aquele esquema de comprar bilhete para vários dias e usar o quanto quiser. Melhor opção de todas.

Existem alguns passes combos que dão desconto se comprar vários tickets para museus/atrações. Normalmente em alguma das atrações você pode procurar (por exemplo, no top of the rock, compramos o combo top of the rock+MOMA). Nem todos os museus você é obrigado a pagar entrada, eles te dão uma sugestão de preço, mas você pode pagar menos (como tivemos imprevistos na viagem e ficamos com um orçamento menor, em um dos museus chegamos a pagar 5 dólares para dois, vergonhoso mas foi uma emergência, sempre procuramos pagar a meia pelo menos)

 

ONDE FICAR

 

Ficamos em 2 hotéis diferentes, então seguem algumas sugestões:

Herald Square Hotel

Era um antigo estúdio de cinema. Super simples, sem café da manhã. Preferíamos ir a algum cafezinho charmoso pela cidade (alguns cafezinhos aqui: http://www.travelettes.net/nyc-5-coffeeshop-favorites/).

 

Milford

Hotel antigo que passou por uma reforma geral em 2013. Todo moderninho, na esquina da Time Square e de vez em quando tem super promoções que valem a pena  (http://pt.milfordplaza.com/)

 

Pennsylvania

O mais famoso entre os brasileiros (http://www.hotelpenn.com/pt), que é bem localizado e tem preços ótimos, só não é muito charmosinho.

 

 

Times Square

 

O QUE FAZER

 

 

Central Park

É realmente enoooorme, dá pra passar uma semana lá dentro. Vale muito a pena passear pelos jardins, pontes e ver os lagos tão famosos que ficam por lá. Além disso, o icônico hotel onde John Lenon morreu fica em frente ao parque e, perto dele, dentro do Central Park, fica a clássica homenagem do “Imagine”. Em uma outra parte é possível subir no Castelo Belvedere pra dar uma conferida na vista. Prove o chocolate quente de qualquer barraquinha do parque, morremos de amores e deu pra dar uma esquentada boa. Como estava tudo coberto de neve vimos muitas crianças brincando e descendo os morros de trenó! Achamos alguns abandonados e até descemos um morrinho de neve. Em algumas épocas do ano, principalmente próximo ao Natal, é possível encontrar os ringues de patinação, quando fomos estavam todos fechados…

 

 

Times Square

Talvez a principal imagem de NYC. Sim, é igualzinho aos filmes, muitas luzes de letreiros para todos os lados, lojas e pessoas fantasiadas te perseguindo para tirar uma foto (e te cobrando depois). Lá ficam diversas lojas como a Forever 21 e o famoso Hard Rock Café.

 

 

Empire State Building

Famoso arranha céu Nova Iorquino! Existem alguns preços para subir até os andares mais altos do prédio, em geral ficam em torno de $30 dólares para adulto. Chegamos lá no fim da tarde, então além de ter uma vista incrível conseguimos ver a Golden hour!

 

Top of the Rock – Rockefeller Center

É outro lugar para se observar a cidade de cima, porém com filas bem menores que no Empire State. Escolhemos ir a noite para vermos todas as luzes, inclusive o Empire State que fica todo iluminado. O elevador ainda é uma atração à parte, tido como o mais rápido de Nova York, ainda tem um teto transparente onde é exibido um videozinho. Talvez ainda esteja lá a enorme árvore de natal, que fica na entrada virada para o ringue de patinação (perto de lá tem a loja da LEGO, que é bem legal).

 

Igreja Saint Thomas

Achamos especialmente bonita.

 

Broadway

Até mesmo os que não gostam de musicas devem assistir pelo menos 1. Existem peças de diversos valores, para todos os gostos, com produções impecáveis e efeitos especiais tão incríveis que parece inacreditável que tudo é feito ao vivo, sem computação gráfica cinematográfica hahaha. Um dos mais famosos que assistimos é Wicked, história super divertida sobre a bruxa do Mágico de Oz; O Fantasma da Ópera incrivelmente lindo e todo cantado, sem falas; Mamma Mia é divertidíssimo, bem leve, tem músicas muito famosas do ABBA, foi uma festa em que toda a platéia se levantou para dançar junto!  Gostaríamos de ter visto o Book Of Mormon (dos produtores de South Park) mas já tinha saído de cartaz.

 

Estátua da Liberdade vista da barca para o Brooklyn

 

Estátua da Liberdade

Não fomos até ela, pois estava em obras após o furacão que quase a destruiu e, também, não fazíamos tanta questão de visitá-la. Uma dica maravilhosa para economizar: há diversas barcas que fazem o trajeto Manhattan-Brooklyn (muito usado por moradores locais) que passam bem pertinho da estátua. Então caso você só queira ver a estátua mais de perto sem ter que pagar caro para isso compre o bilhete da barca de ida-e-volta. Além disso, durante o trajeto é possível apreciar a Manhattan de um ângulo totalmente diferente!

 

Soho

Um bairro cool de Manhattan, as ruas são lindas com diversos restaurantes, galerias de arte, cafés super charmosos e tem tantas lojas que o bairro é considerado um shopping a céu aberto. Mas não se engane, não é um local de compras baratas! Grande parte das lojas são de grifes famosas e locais. Dizem que lá existem alguns outlets, mas não chegamos a procurar.

 

 

Museu 9/11 Memorial

Incrível. Projeto maravilhoso e sensível para homenagear uma história tão pesada. Quando fomos o museu ainda não havia inaugurado, fomos apenas no memorial. Não deixe de ir, mesmo, e nos conte como é o museu!

 

MET

Digamos que é como um Louvre em NY. Por ser muito, muito grande, escolhemos as galerias que mais nos interessavam e traçamos o nosso mapa antes de começar a visita.

 

American Museum of Natural History

O museu conta com um acervo de diversas espécies de ossos de dinossauros, alguns animais empalhados e conta um pouco sobre a história da humanidade. A parte que mais me interessou foi a da vida no oceano. O planetário, pode ser visitado separadamente, é bem legal tem filmes muito bons em telas 360°.

 

Guggenheim

Talvez o nosso favorito. Não tivemos muita sorte com a exposição temporária, não nos encheu os olhos. Mas tem um acervo incrível, um café super fofo, com vista pro Central parque e ótimos lanchinhos. A gift shop também é de matar ou de falir (para os amantes da arquitetura, procurem o livro AAD – Art Architecture Design New York, tem dicas de galerias de arte e design, arquiteturas incríveis, etc.)

 

NYC vista do MoMa

 

MOMA

Só o museu já é arte por si só. Vale bastante a pena, inclusive tem uma galeria de design. Lá dentro há um café simpático e um jardim com esculturas que é aberto a visitação (menos nos dias muitos frios, como foi o nosso caso, infelizmente)

 

ONDE COMER

 

Optamos por fazer uma boa refeição ou no jantar (quando tomávamos um café reforçado) ou no almoço – quando os preços são mais baratos – o cardápio noturno da maioria dos restaurantes é mais caro; e no resto do dia fazíamos lanches rápidos.

Magnolia Bakery

Os melhores bolos da cidade. Provamos o tradicional cupcake Red Velvet e super recomendamos (http://www.magnoliabakery.com/).

 

Cafe Lalo

 

Café Lalo

Ambiente ótimo, bom lugar pra tomar café da manhã. Waffles e omeletes maravilhosos e não esquecer de pedir do chocolate quente com marshmallow no palitinho.

 

PRET

Ótimas opções bem saudáveis para o lanche. (http://www.pret.com/us/).

 

Spice

Restaurante tailandês com várias franquias. Comemos muito bem por um preço ótimo (http://spicethainyc.com/).

 

Katz’s

Aberto em 1888 e famoso por ser cenário para várias cenas de filmes, nele você encontra o maravilhoso sanduíche de pastrami (http://katzsdelicatessen.com/).

 

Pellegrino’s

Restaurante italiano tradicional em Little Italy, com ótimo preço para o almoço.

 

Carmine’s

Muita comida (muita) e barata. Porém é bem concorrido, tem que dar sorte com lugar (http://www.carminesnyc.com/).

 

Sbarro

O melhor-fast restaurante rs! Entramos em um no primeiro dia sabendo que era de várias franquias, conhecido e tal e atacamos uma pizza tradicional NY. Pra quebra-galho é uma boa.

 

Jaiya

Um tailandês um pouco mais caro, mas ótimo! (http://www.jaiya.com/aboutus.html)

 

 

COMPRAS

 

5th Avenue

Diversas lojas famosas estão nessa rua. Além de grifes caríssimas encontramos: Hollister, Uniqlo, Abercrombie, Adidas, LEGO, Victoria’s Secret, Urban Outfitters, Sunglass Hut, Anthropologie, SEPHORA, Zara, Nike, Gap, H&M, Topshop, Best Buy, GNC, Lindt, Aldo, dentre muitas outras. Confessamos que nos sentimos em um filme caminhando pelas ruas de NYC cheia de sacolas (por mais que tenham sido de lojas baratas rs)

 

FAO Schwarz

 

FAO Schwarz

A famosa loja de brinquedos com o teclado gigante. Tem de tudo nessa loja, vale a pena a visita simplesmente pra olhar. Claro que voltamos a ser criança, tiramos os sapatos e fomos tentar tocar alguma musica com os pés no teclado (desastre total!). Perto fica a loja da Apple do cubo de vidro.

 

Century 21

Loja enorme que vende de tudo. Foi lá que encontramos bolsas de marca como CK, Dolce & Gabbana, Givenchy por preços ótimos, bem parecidos com os de outlet. A loja que fomos ficava próximo do memorial do 11 de setembro.

 

Macy’s

Loja de departamento que vende diversas marcas seja de perfumes e cosméticos até roupas e sapatos. A liquidação desse local é MARAVILHOSA! Conseguimos comprar casacos de neve por um valor maravilhoso.

Tem alguns outlets um pouco distantes de Manhattan. Não fomos, mas se precisar comprar alguma roupa e não quiser gastar muito, dizem que vale bastante a pena. E é fácil de achar informações.

 

ONDE NÃO FUI MAS QUERIA TER IDO!

 

Sleep No More

Uma peça fora do circuito Broadway que dizem ser bizarra de interessante. Você entra em um prédio, recebe uma máscara e entra em um elevador. A partir daí, você está sozinho. Te deixam em um andar e você pode fazer o que quiser, tocar em tudo olhar o que quiser. Pelo caminho, grupos vão encenado em cômodos diversos e você pode ir seguindo um grupo de atores ou ir mudando. No final, parece que acontece uma grande surpresa no lobby.

 

Brooklyn

Infelizmente o passeio de bicicleta para atravessar a ponte não rolou em função do vento gelado rs vimos a ponte de longe enquanto íamos para Little Italy. Mas o bairro é incrível e super descolado! Estamos loucas para ter a oportunidade de ir!

 

The High Line

É um parque suspenso, num antigo viaduto da cidade que deve ser lindo demais. Novamente, por conta de todo o frio descartamos a visita. Além disso, ele fica um pouco distante da onde planejamos ir. Mas em outra época que não nevando, faria questão de ir.

Você viu recentemente ...

Mammoth Lakes – 1 dia pelos lagos lindos da Califórnia

Lake Tahoe – Dicas para o verão no lago

Yosemite – conhecendo o parque em 1 dia

Califórnia – roteiro de 20 dias de carro

Mulher no Lago congelado Vista do Passeio de Barco Puerto Blest bariloche

Bariloche – além das estações de Ski

DEIXE UM COMENTÁRIO

Contact Us

[contact-form-7 404 "Not Found"]