País de Gales – Roteiro de 7 dias de carro com valores
Europa País de Gales destaque 1

País de Gales – Roteiro de 7 dias de carro com valores

O País de Gales não era um dos primeiros destinos na minha lista para conhecer. Fomos a convite de um amigo, para a cerimônia de casamento dele e ainda bem que essa oportunidade surgiu! Gales é maravilhoso e já vamos te dizer os motivos para colocar logo na sua lista de lugares para conhecer na vida!

Pra começar: é o lugar da Europa com a maior concentração de castelos! Existe em torno de 600 deles, nas mais diversas condições e tipos de sítio: Tem ruínas cheias de histórias, tem os castelos que estão mais conservados, uns que ainda guardam a decoração original, tem no topo de colinas, outros à margens de rios… Cada um, único, promovendo experiências muito diferentes para quem os visita. 

Olha que curioso, as placas em Gales são escritas em dois idiomas, o inglês e o galês. E com isso fica a deixa para explicar brevemente porque essa é a terra dos castelos: O País de Gales tem origem celta e nunca foi conquistado pelos anglo-saxões, como o restante do Reino Unido. Os Galeses mantiveram as tradições celtas, como o próprio idioma. No século 13, o rei Eduardo I da Inglaterra conquistou as terras galesas e mandou construir um grande número de castelos para firmar sua soberania. Foi então, nessa época, que os números dessas construções cresceram enormemente, tcharãm.

Além de toda a beleza dos castelos, o País de Gales encanta com paisagens naturais estonteantes! Colinas cobertas por ovelhas e casinhas de pedra que vão deixar os românticos e não românticos loucos de vontade de largar tudo e ir morar nos campos… Encostas lindas com surpresas escondidas dentro dos paredões de pedra, praias mais belas ainda com o mar de um azul lindo; sem falar das montanhas que abrigam cachoeiras e lagos que parecem ter sido tirados de contos de fadas! 

Trilha para Llyn Idwal, País de Gales
Trilha para Llyn Idwal, País de Gales

Já deu pra te convencer? Espera que lá vem o nosso roteiro de carro com todas as dicas, inclusive para economizar, já que estamos falando de libras, né meus queridos. A primeira das dicas já deixamos por aqui: combinem de fazer essa viagem com um grupo de 4 ou 5 pessoas (para caberem em 1 carro, rs), assim vocês dividem entre si os maiores investimentos que são transporte e hospedagem. No total rodamos em torno de 1.800 Km

 

Resumo:

Dia 1: De Londres à Bath – parada estratégica no meio do caminho
Dia 2: Bath – Snowdonia
Dia 3: Snowdonia
Dia 4: Snowdonia – Brecon Beacons – Cardiff
Dia 5: Cardiff
Dia 6: Roteiro pela costa do Sul
Dia 7: Cardiff – Aeroporto de Gatwick, Londres 

 

Como chegar no País de Gales

Existem voos do Brasil para o País de Gales com pelo menos uma escala pelo caminho! Você pode chegar no aeroporto de Cardiff, a capital galesa. Como estávamos vindo da Islândia, nossa opção era pegar um voo para Londres e de lá preferimos pegar um carro. 

Para voltar, percorremos o trajeto de Cardiff até Londres, devolvemos o carro e pegamos um voo para outros destinos europeus. No final da viagem, acabamos voltando de Copenhague pela TAP, mas sugerimos a volta também por Londres pela companhia low cost Norwegian, se quiser economizar. É sempre bom lembrar que no esquema low cost você é cobrado por bagagem despachada e por refeição. Nós fomos de mochilão (que precisa estar pesando no máximo 8kg para não ser despachado) e uma pequena bolsa de mão (com no máximo 2kg) e achamos que vale mais a pena fazer uma refeição antes de viajar e não pagar a do avião, pois se alimenta melhor e mais barato.

 

Valores (em abril 2019):

  • Passagem Iceland Air ida Kleflavik-Londres: R$ 395,00 (por pessoa)
  • Média de preço de passagem para Cardiff saindo do Brasil (SP): R$ 3.600, ou 820 €

 

Indo de Carro para o País de Gales

Primeiro de tudo: por que escolhemos ir de carro? Queríamos ter a experiência de viajar pelas estradas da Inglaterra e aproveitar para parar em outras cidades no meio do caminho entre Londres e o País de Gales. Além disso, como nosso plano era percorrer boa parte do país, o carro definitivamente nos permitiria conhecer mais lugares e com maior liberdade de tempo. Mas bom, vocês devem estar se perguntando: e a mão inglesa? Pois é. Não foi fácil principalmente porque as estradas do interior da Inglaterra e especialmente as do norte de Gales são muito estreitas e toda hora achava que iríamos bater nos muros.

Em um episódio que estávamos em uma via de mão dupla, o carro da outra direção estava invadindo bastante a nossa pista e precisamos desviar em direção ao meio fio, mas como era para o lado oposto que estamos acostumado a dirigir, ocorreu um pequeno erro de cálculo e com isso arranhamos TODA a calota traseira esquerda. Como já imaginávamos que coisas como essa poderiam ocorrer por conta da falta de experiência com a mão inglesa, não economizamos no seguro do carro: fizemos o mais completo possível, até porque íamos percorrer muitos e muito quilômetros de estrada. Acabamos pegando um carro à gasolina, mas o melhor teria sido à diesel. Definitivamente teríamos economizado bem mais, fica a dica. O diesel é consumido mais lentamente e o valor dele é mais barato do que o da gasolina.

Pegamos nosso carro no aeroporto de Gatwick onde chegamos e onde pegaríamos o voo na volta. Reserve com antecedência para conseguir preços melhores, mas se por acaso deixar para cima da hora, tenha certeza que não faltarão opções mesmo assim, afinal Londres é uma cidade (bem) grande.

Sobre estacionamento, muitas atrações das que fomos cobram para estacionar. Quando paramos em Bath tivemos que estacionar em um parking privado (em torno de 7 libras por 12h) para aproveitar o dia passeando, já que nosso hotel não tinha estacionamento. Já no País de Gales, os dois hotéis que ficamos dispunham de estacionamento incluso e não tivemos que nos preocupar com o pernoite do carro. Nos passeios, algumas das paradas tinham estacionamento pago e nenhum passou de 4 libras.

 

Valores (em abril 2019):

  • Aluguel carro para 7 dias com seguro completo pela Rentcars: £ 160,07
  • Média de gasto com Gasolina para rodar 1.800 km em 7 dias: £ 108,50

 

Estradas no País de Gales

Passamos por grandes estradas e por outras menores (beeem menores), principalmente no norte do país. Há de haver realmente muita cautela e paciência nessas menores, pois são super estreitas! 

Existem algumas placas de trânsito diferentes por lá, mas a que mais nos chamou a atenção foi uma branca com uma faixa diagonal preta que só fomos descobrir melhor o significado depois de percorrer uns bons quilômetros, rs. Ela indica o limite nacional de velocidade e ele varia de acordo com o tipo de estrada: Perímetro urbano: 30mph ou 48kmh | Estradas de pista simples: 60mph ou 96kmh | Estradas de pista dupla: 70mph ou 112kmh.

 

Documentação e Moedas

Brasileiros não precisam de visto para visitar o Reino Unido, esteja apenas com o seu passaporte em dia. É extremamente recomendado fazer o seguro viagem (em qualquer viagem, né pessoal).

Além disso, se você vai fazer o roteiro de carro como nós fizemos, irá precisar da sua carteira de habilitação internacional, mas é bem simples. Prazos e valores variam de cidade para cidade. No Rio de Janeiro, o esquema foi o seguinte: pagar um DUDA no site do Detran (R$ 144,68 em abril de 2019) e ela será entregue entre 1 e 3 dias úteis. A carteira é válida por 3 anos.

Sobre as moedas, preferimos levar tudo em espécie. Como tínhamos alguns dólares guardados de viagens anteriores, levamos e fizemos o câmbio em Londres, na casa de câmbio Thomas Exchange que realmente estava com o melhor valor. Recomendamos muito! 

 

Internet no Celular

Usamos o chip da EE que funcionou praticamente em todos os lugares que passamos. Compramos o chip com 10gb de 4G e foi mais do que suficiente para os 19 dias de viagem da nossa eurotrip (e eu usava todos os dias para postar no instagram). Apenas nas estradas mais remotas onde realmente não existia sinal de nenhuma operadora é que não tivemos acesso à internet. Já contando que passaríamos por essas situações, baixamos o mapa offline, no google maps, de todos os países que passamos no roteiro dessa viagem e então contamos com eles quando perdíamos o sinal de GPS.

 

Valores:

  • Chip internacional EE com cobertura para toda a Europa e 10GB de dados móveis:
    £ 10,00 Chip + £ 10,00 Ativação 

 

Hospedagem no País de Gales

Em Gales ficamos somente em hotéis porque como nosso cronograma era mais apertado, preferíamos contar com a mordomia do café da manhã pronto. Além disso, os airbnbs do norte de Gales não estavam mais baratos do que os hotéis e por esse motivo também não valia a pena abrir mão do serviço de hotel. O que nos fez falta foi não ter a possibilidade de lavar a roupa, como pudemos fazer no nosso destino anterior dessa eurotrip, a Islândia (no qual ficamos em um ap com lavadora). E viagem com mochilão e poucas roupas exige esse tipo de esquema, não é mesmo? Pensando nisso, lavamos o máximo que conseguimos na Islândia e no fim deu tudo certo. 

Antes de chegarmos no País de Gales, pernoitamos uma noite na cidade de Bath, ainda na Inglaterra. Foi super aconchegante, até gostaríamos de ter ficado mais, rs. A cidade é uma graça e nos hospedamos no The Griff Inn. Recomendamos muito. O serviço foi ótimo e o quarto uma delícia! O café foi bom, não podemos dizer excelente, não tinha tanta variedade, mas tudo estava bom.

Bar do hotel The Griffin Inn, Bath
Bar do hotel The Griffin Inn, Bath

Depois, no norte de Gales, em Snowdonia, ficamos no Ty Gwyn. Simplesmente amamos o hotel. O quarto que ficamos era compacto mas bem aconchegante. O café da manhã que já estava incluso foi maravilhoso, tinha uma opção vegetariana, e além disso jantamos uma noite por lá no restaurante do hotel, que foi delicioso. Amamos todo o charme galês do hotel.

Restaurante do hotel Ty Gwyn, Betws y Coed - Snowdon, País de Gales
Restaurante do hotel Ty Gwyn, Betws y Coed – Snowdon, País de Gales

Por fim, nossa última hospedagem foi no Ibis fora do centro da capital, Cardiff, mas próximo ao local de onde foi o casamento, o que foi um adianto enorme para a gente. O preço foi super justo. Quarto simples, mas bem espaçoso e limpo. Café da manhã com bastante variedade, com cuidado de ter opções para pessoas com restrições alimentares, gostamos!

Fizemos nossas duas reservas pelo Booking. Se você fizer a reserva pelo booking pelo link disponível aqui, nada muda para você e você ainda ajuda o blog com uma pequena comissão, para que possamos nos manter! Caso você prefira, também pode alugar pelo Airbnb, e se for sua primeira reserva, você ganha desconto clicando aqui!

 

Valores:

LONDRES – SEVEN SISTERS – BATH

Dia 1 – roteiro de 7 dias no País de Gales de carro

Chegamos em um típico dia londrino, branco e com bastante vento, rs. Nesse cenário, partimos para Seven Sisters, o que não era muito animador, já que este lugar é privilegiado para ver as os paredões e encostas todas brancas do sul que ficam ainda mais bonitas quando banhadas de sol. E bem, realmente não foi a nossa melhor abertura de viagem e nem o melhor dia para conhecer esse lugar belíssimo. Mas curtimos nosso primeiro almoço na casa de chá fofa ao lado do estacionamento de Seven Sisters, vimos a encosta sob a neblina (ainda assim com seu charme), pegamos um pouco de vento e seguimos viagem, rs.

Seven Sisters, Inglaterrra

Do aeroporto de Gatwick, em Londres, até Seven Sisters levamos em torno de 1:30h (além da 1:30h que levamos pra nos entender com o carro e a mão inglesa, rs). Depois, seguimos boas 3h de viagem até Bath, cidade onde pernoitamos a primeira noite. Demoramos mais do que gostaríamos para chegar em Bath (depois da maratona de carro, chegamos às 21h), então só tivemos tempo para jantar mesmo e descansar. Mas te digo: comi uma das MELHORES refeições vegetarianas dessa viagem (top 5 da vida) no restaurante The Circus, foi memorável demais. E mesmo sem a luz do dia, o pouco que andamos no hotel ao restaurante já nos encantou. Bath é linda demais.  

 

Valores – Libras (em abril 2019):

  • Almoço\Lanche na casa de chá em Seven Sisters – £ 7,00
  • Estacionamento Seven Sisters – £ 3,00 por 2h
  • Pernoite estacionamento na rua em Bath – £ 7,00 por 12h
  • Jantar The Circus – cerca de £ 25,00 para cada, com prato + sobremesa + bebida (valeu cada libra)

 

BATH – SNOWDONIA

Dia 2 – roteiro de 7 dias no País de Gales de carro

Acordamos cedo e aproveitamos o início do segundo dia para conhecer um pouco de Bath, e confessamos que gostaríamos de ter ficado mais, apesar da cidade ser pequena.

Bath, Inglaterra
Bath, Inglaterra

É tudo tão charmoso que dá vontade de descobrir cada esquina, entrar em todos os cafés, livrarias, atrações, andar pelas duas margens do rio… Mas bom, começamos pelo ponto mais turístico da cidade: as termas romanas.

Roman Baths, Bath
Roman Baths, Bath

Gostamos bastante da visita que levou por volta de 1:30h, achamos super interessante! De lá seguimos curtindo uma caminhada leve pelas ruas e fomos sem pressa ao Sally Lunn’s, café super tradicional onde resolvemos aproveitar para almoçar e foi incrível. Tudo delicioso e o espaço é uma graça, parecia uma sala da casa de vó, super aconchegante. Esse café costuma ter filas grandes, é realmente bem popular. Por sorte, não tivemos que esperar, mas vá preparado caso encontre uma fila, e não desista, porque vale a pena esperar!

Sally Lunn’s, Bath
Sally Lunn’s, Bath

Fizemos depois outra parada rápida para um café no Landrace Bakery, que é lindo demais e por volta das 15h seguimos viagem para o País de Gales, finalmente. Nossa primeira parada no país dos castelos foi numa edificação histórica que não foi um castelo mas sim numa MARAVILHOSA ruína da Abadia de Tintern

Seguimos de Tintern por longas 3:30h de carro até o nosso hotel no norte de Gales. Praticamente cruzamos o país, rs. Chegando lá, aproveitamos um jantar maravilhoso no próprio restaurante do hotel, que é famoso na pequeniníssima cidade de Betws-y-Coed. E inclusive por isso, tivemos que fazer uma reserva para o jantar com alguma antecedência, ainda no Brasil, antes de viajarmos, e não nos desapontamos, estava muito, muito bom!

 

Valores – Libras (em abril 2019):

  • Estacionamento privado para 5h em Bath – £ 6,00
  • Entrada Roman Baths – £ 18,00
  • Almoço\Lanche Sally Lunn’s – £ 9,00
  • Estacionamento Abadia de Tintern (convertido em crédito na gift shop) – £ 3,00
  • Entrada Abadia de Tintern – £ 7,30
  • Jantar + cerveja local no hotel Ty Gwyn – £ 16,00

 

SNOWDONIA

Dia 3 – roteiro de 7 dias no País de Gales de carro

O dia foi bem cheio, com uma super variedade de programas! Começamos com uma trilha para um lago no meio das montanhas em uma cidade perto da que estávamos hospedados: o Llyn Idwal.

No caminho para chegar lá, ainda passamos por outro lago bem famoso da região (que é cheia deles), o Llyn Ogwen. O pessoal costuma fazer muita escalada nas montanhas também, mas nós que estávamos com tempo curto, fizemos somente as trilhas mais tranquilas, sem subir montanhas. A trilha para chegar ao Llyn Idwal é muito tranquila, levamos cerca de 30min. Chegando lá é possível dar a volta ao redor do lago e vê-lo de cima se subir uma das montanhas, mas nós simplesmente só chegamos até ele e ficamos contemplando por um tempo. Saímos com o tempo contado porque já estávamos com uma reserva de trem para subir a montanha mais famosa que dá nome à região: Snowdonia. Fomos de carro até Llanberis onde partiu o trem. Existe a possibilidade de fazer o trajeto a pé, mas novamente, estávamos sem tempo para isso e por isso optamos pelo trem. A ida e volta do passeio levou 2h – só paramos na metade do caminho, porque nessa época o topo ainda está congelado e o trem não pode então fazer o percurso inteiro. Fizemos a reserva desse passeio com bastante antecedência (ainda no Brasil) pelo site oficial do trem. Como é um ponto turístico muito famoso na região, é melhor não deixar para última hora.

Trem para Snowdon, País de Gales
Trem para Snowdon, País de Gales

Depois de trilha e trem, fomos finalmente visitar castelos. Nesse dia, foram 3! Dolbadarn foi o primeiro castelo que vimos em Gales. Ele está em ruínas e na verdade a única parte que sobrou da construção original foi uma torre. É deslumbrante pensar sobre tudo o aquele foi aquele lugar e o que levou ele a chegar no estado que está hoje, não acham?

Castelo Dolbadarn, País de Gales
Castelo Dolbadarn, País de Gales

O segundo castelo que visitamos foi o Penrhyn e a proposta era totalmente diferente do anterior. Penrhyn é enorme, está totalmente intacto e inclusive guarda a decoração e mobiliário da época. Está numa propriedade bem grande e além da construção, conta com jardim bem lindo e extenso.

E o terceiro castelo, é considerado um dos mais importantes castelos do País de Gales e talvez do Reino Unido, devido ao seu valor histórico: Caernarfon foi palco de muitas, mas muitas histórias! E pasmen, hoje em dia ainda é uma propriedade da rainha da Inglaterra (vale dar um google nessa história, hein)!

Como esse dia foi interminável, ainda tivemos tempo de ir até a cidade de Beddgelert, tão pequenina quanto a cidade que ficamos hospedados, mas muito charmosa! Andamos um pouco pelas ruelas e paramos para comer uma pizza por lá antes de pegar a estrada para o nosso hotel (e ainda fechar o dia com umas cervejas no bar do hotel, rs).

 

Valores – Libras (em abril 2019):

  • Estacionamento Llyn Idwal – £ 3,00
  • Estacionamento Llanberis – £ 3,00
  • Bilhete Trem Snowdonia – £ 24,00 ida e volta (é possível comprar só uma das pernas e fazer parte do trajeto pela trilha)
  • Lanche em Llanberis – £ 6,50 
  • Entrada Penrhyn – £ 12,72
  • Estacionamento Caernarfon – £ 3,00
  • Entrada Caernarfon – £ 9,90
  • Pizza em Beddgelert – £ 8,00

 

SNOWDONIA – BRECON BEACONS – CARDIFF

Dia 4 – roteiro de 7 dias no País de Gales de carro

Comparado ao dia anterior, até visitamos pouca coisa, mas pegamos muita estrada pra ir do norte ao sul do país. Saímos cedo, depois do café reforçado do hotel (com opção vegetariana incrível) e fomos à Fairy Glen Gorge, uma cachoeira lindíssima há poucos minutos de carro de onde nos hospedamos. Acabamos errando a trilha, o que nos rendeu uns 40min de atraso no nosso cronograma, mas no fim deu tudo certo. Depois da cachoeira, seguimos direto para o castelo de Carreg Cennen, no parque de Brecon Beacons, já no sul do País de Gales. A vista é deslumbrante! Um grande “mar” de colinas visto lá de cima do castelo. Em seguida resolvemos fazer uma trilha mais pesada até o topo do Pen y Fan. No meio do caminho, eu comecei a sentir muita dor no joelho e preferi não continuar, mas o Daniel foi até o final e depois nos encontramos no carro para seguir para Cardiff.

 

Valores – Libras (em abril 2019):

  • Estacionamento Fairy Glen Gorge – £ 1,00
  • Entrada Carreg Cennen Castle – £ 5,50
  • Refeição no Ibis Cardiff – £ 9,50

 

CARDIFF

Dia 5 – roteiro de 7 dias no País de Gales de carro

Nosso quinto dia em Gales foi para prestigiar o casamento do nosso amigo. Mas, a não ser que também tenha um casamento galês para ir (rs), sugerimos que tirem o dia para fazer um programa bem turístico mesmo por Cardiff. Nós acabamos nem conhecendo a cidade, pra sermos sinceros, só caminhamos um pouquinho.

Mas as dicas são, como não pode faltar: visitem o famoso Castelo de Cardiff. Aproveite e vá ao Bute park, bem ao lado do Castelo! E a cidade é uma delícia para caminhar, se permita se perder um pouco pelas ruas no centrinho da cidade! 

 

ROTEIRO PELA COSTA SUL

Dia 6 – roteiro de 7 dias no País de Gales de carro

Nosso último dia de passeio no País de Gales foi para visitar a costa sul, com a primeira parada na adorável cidade de Tenby. Como o nosso hotel não tinha café da manhã incluso, optamos por aproveitar e conhecer um café bem lindinho em Tenby chamado The Stowaway, que fica em uma doca. Parecia uma casinha de boneca e tudo estava bem delicioso. Depois, caminhamos um pouco sem rumo pela costa da cidade e seguimos viagem de carro até a Saint Govan’s Chapel, uma capela incrustada em um penhasco, no local onde o monge Saint Govan se escondeu de piratas e viveu por anos em uma caverna. É lindo e emocionante!

Depois fomos ao centro de visitantes do parque de Pembrokeshire para saber mais da história dessa costa, paramos em algumas praias da região, como a de Whitesands Bay e seguimos estrada de volta para o hotel para descansar e preparar as malas para terminar nossa viagem.

 

Valores – Libras (em abril 2019):

  • Café\Brunch no The Stowaway – £ 9,00 
  • Estacionamento Pembrokeshire – £ 3,00
  • Jantar em Cardiff – £ 12,00

 

CARDIFF – AEROPORTO DE GATWICK, LONDRES

Dia 7 – roteiro de 7 dias no País de Gales de carro

Acordamos cedo para pegar longas 3h de estrada de Cardiff até o aeroporto de Gatwick em Londres, onde devolvemos o carro e pegamos nosso vôo. Dessa vez não fizemos nenhuma parada no caminho porque realmente estávamos com o tempo contado para o vôo. 

 

Valores – Libras (em abril 2019):

  • Lanche no aeroporto – £ 7,00

 

Total gastos viagem:

No total, gastamos (por pessoa) para os nossos 5 dias de viagem aproximadamente 1.120,00 €.

  


Dicas para sua viagem!

Você sabia que você pode ajudar nosso blog com uma pequena comissão toda vez que reserva pelos nossos links? Assim a gente consegue se manter e trazer cada vez mais dicas para vocês!

🏨Reserve seu hotel pelo Booking.com

🏡ou então ganhe R$130 de desconto na primeira reserva do Airbnb (e R$49 de desconto numa experiência)

😷Não esqueça o seguro viagem, nós indicamos o  Seguros Promo 

e ganhe 5% de desconto com o código SEATBYTHEWINDOW

🚗 Vai fazer uma roadtrip? Sempre buscamos o melhor preço de aluguel de carros no Rentcars.com

Não deixem de seguir nosso instagram, para ficar sabendo de tudo que estamos fazendo por aí

 

Você viu recentemente ...

Múlafossur, Ilhas Faroé

Ilhas Faroé – Roteiro 5 dias de carro com valores

Vista de cima do Arco Magno com três mulheres e um barco na agua em San nicola arcella na itália calabria

Roteiro 15 dias no Sul da Itália com valores – Nápoles, Costa Amalfitana, Calábria e Sicília.

Islândia – Roteiro de 5 dias de carro pelo Sul com valores

mulher em pé sobre o arco de albandeira com agua azul do mar abaixo no algarve em portugal

Algarve : O que fazer em Albufeira e arredores

Promenade do Lido, São Martinho, Ilha da Madeira

Ilha da Madeira – O que fazer nesse paraíso português?

DEIXE UM COMENTÁRIO

Contact Us

[contact-form-7 404 "Not Found"]