Califórnia – roteiro de 20 dias de carro
América América do Norte EUA destaque 1

Califórnia – roteiro de 20 dias de carro

O estado da Califórnia é maravilhoso, além das cidades famosas como São Francisco e Los Angeles lá se encontram paisagens naturais surreais na Highway 1, Yosemite, Lake Tahoe e Mammoth Lakes. Em 20 dias realizamos uma viagem de carro que rodou quase todo o estado conhecendo as belezas naturais e, também, as grandes cidades.

A Califórnia pode ser dividida em 2 partes, o lado esquerdo é onde ficam as praias e a Highway 1 e o lado direito que é onde se encontram os parques. Os lugares que valem a pena ser visitados vão de norte a sul do estado, ou seja, para visitar todos é necessário se planejar bem para evitar zigue-zagues.  

Escolhemos começar nossa viagem pelo ponto mais alto, São Francisco, pois a vista descendo a Califórnia pela Highway 1 é muito mais bonita já que é o lado que o carro fica mais perto do mar. Infelizmente, devido a alguns deslizamentos na estrada, a Highway 1 estava fechada pouco após a parada da McWay Falls. Por causa disso, nós optamos por começar nossa viagem por esta estrada e depois subir tudo novamente até Lake Tahoe, por onde começamos a descer a Califórnia, novamente, pelo lado dos parques.

PS: Um dos parques que queríamos muito ir era o Death Valley, mas no verão ele chega a temperaturas altíssimas (passa dos 40 graus!), o que deixou esse destino fora da nossa lista. Caso você viaje em outra época, vale super a pena adicioná-lo no seu roteiro!

Simplificando o roteiro de 20 dias de carro na Califórnia:
Dias 1-4: São Francisco
Dia 5: Monterey/Carmel
Dia 6: Highway 1 (Descendo até o Big Sur)
Dia 7: Sacramento e Lake Tahoe
Dias 8-9: Lake Tahoe
Dia 10: Mammoth Lakes
Dia 11:  Yosemite
Dia 12: Sequoia National Park
Dias 13-16: Los Angeles (passando por Laguna Beach)
Dia 17: San Diego
Dia 18: Joshua Tree (bate e volta de San Diego)
Dias 19 e 20: San Diego
Dia 21: Aeroporto

Ao todo percorremos exatos 3940 quilômetros de carro! Sim, dirigimos MUITO pois as cidades não são muito próximas umas das outras e, na grande maioria das vezes, sentimos necessidade de usar o carro para fazer passeios dentro das cidades.

Nenhum dos parques possui sinal de celular, por isso recomendamos que façam o download dos mapas de cada local antes de viajar! Assim é garantido de não se perder.

Abaixo vocês podem visualizar no mapa nosso roteiro completo! Detalhamos tudo no restante do post abaixo.

ALUGUEL DE CARRO

Antes de tudo saiba que é possível, nos EUA, alugar um carro em uma cidade e devolvê-lo em outra. Foi o que fizemos! Alugue o carro com antecedência pois em alta temporada os veículos mais baratos podem se esgotar ou, devido à reserva de última hora, os preços do aluguel podem aumentar muito.  

Após realizar diversas pesquisas em sites de locação de carros chegamos à conclusão de que a melhor forma de alugar foi na agência Azul Viagens pelo simples fato de podermos pagar em real. O preço não variou dos sites das locadoras online e era possível dividir o valor total em até 10x sem juros. Dessa forma não ficamos sujeitas ao câmbio doido do dólar (que poderia aumentar até a data de vencimento do cartão de crédito) e não pagamos IOF. Viajamos em junho de 2018 e pagamos R$1500,00 para 18 dias de aluguel que foi feito na Avis.

Para alugar  um carro nos EUA é necessário ter um cartão de crédito internacional. As empresas solicitam um cartão no momento da retirada do carro, não te cobram nada mas este cartão fica de garantia para eles que caso aconteça algo com o carro eles já sabem onde te cobrar por isso. No meu caso, a fatura do cartão ficou constando uma cobrança de 10 dólares presa, que foi cancelada após a devolução do carro. Isso é apenas um teste para validar o cartão. 

1 semana após devolver o carro nós recebemos uma notificação do cartão de crédito avisando que a AVIS nos cobrou 23 dólares por pedágios. Durante todo o caminho, cerca de 4 mil quilômetros, só passamos por 1 pedágio com cabines para pagamento e achamos estranho mas, como não conhecemos os EUA tão bem assim, seguimos viagem normalmente. Nós notamos um aparelho colado ao vidro do carro escrito “Tolls” que não entendemos para o que servia e preferimos não mexer. Agora que a cobrança veio nos demos conta que era aquele aparelho que cobrava os pedágios e fizemos uma pesquisa que confirmamos que muitas estrada só usam o sistema digital de pedágios. Tive que dar à AVIS um cartão de crédito assim que retiramos o carro, não fui taxada na hora, mas era como uma garantia para eles. E foi nesse cartão que fui cobrada. Sendo assim, quando forem fazer a roadtrip já esperem uma cobrança de Tolls (pedágios) vinda no seu cartão de crédito internacional. 

Dica sobre gasolina: O preço da gasolina varia muito dependendo de onde você estiver. Ela é bem cara perto dos parques, e com poucas opções! Usamos o site e app “Bas Buddy” para nos ajudar a achar a gasolina mais barata na região que estávamos e isso nos ajudou muito a economizar na estrada.

Dica de amiga: Caso você pretenda viajar no inverno, fique de olho nas estradas dentro e ao redor dos parques Yosemite, Mammoth Lakes, Sequoia, Kings Canyon e Lake Tahoe. Devido à neve, e por serem pequenas estradas na beira das montanhas, muitas delas fecham, obrigando os viajantes a darem a volta por fora dos parques aumentando a viagem em muuuuitas horas. Fique atento aos sites desses parques, eles costumam ser atualizados com essas informações.

INTERNET NO CELULAR

Existem duas formas de ter internet no celular. Comprando o chip ainda no Brasil, pela Easy Sim 4U, ou comprando lá nos EUA.

Quando pesquisamos, os planos eram diferentes dos que existem hoje. Na época, como íamos ficar 22 dias, teríamos que comprar o chip de 25 dias, que sairia mais caro do que comprar na T-mobile (empresa americana com melhor preço e planos).

Optamos então por comprar lá, mas acredito que o EASY SIM 4U deve ser mais vantajoso numa viagem em que você muda de país constantemente. Para os EUA, achamos que valeu mais a pena comprar no país. Hoje em dias eles possuem planos em que você escolhe a exata quantidade de dias que precisa, mas como não experimentamos esse chip, não temos como opinar.

Podemos opinar sobre a T-Mobile. A loja fica pertinho da Union Square, é só você falar com qualquer vendedor que quer o plano de internet, ele te dirá as opções e você escolhe o que preferir. Pagamos U$60,00 no nosso chip para 30 dias com 6GB de internet (mas eu passei dos 6GB e meu plano continuou até 8GB, acho que foi algum bônus). A velocidade da internet é ótima e serviu perfeitamente para o que precisávamos. 

Andando de Uber

São Francisco não é uma cidade muito boa para transporte público, e como não tínhamos carro lá, acabamos usando o Uber quando precisamos. O problema é: o Uber não aceita pagamento em dinheiro, e nosso coração sofreu em pensar em pagar IOF toda vez que pegássemos um uber. A melhor forma de economizar é: vá num Wallgreens ou outra farmácia/mercado e vá na sessão dos vouchers. Lá você vai encontrar vouchers do uber que você pode carregar com o valor que quiser no caixa. Esse Voucher possui um código, que você coloca no seu app do Uber, que te dá um vale no valor pago. Pronto! Assim você não precisa torcer para o cartão de crédito estar com um bom câmbio e não vai sofrer com todo o IOF no cartão depois.

Estadia:

Pesquisamos muito os locais que escolhemos ficar, e durante a viagem, ficamos tanto em Hostels, como hotéis mais simples e quartos no Airbnb. A maioria de tudo que reservamos, fizemos pelo Booking. Se você fizer a reserva pelo booking pelo link disponível aqui, nada muda para você e você ainda ajuda o blog com uma pequena comissão, para que possamos nos manter! Caso você prefira, também pode alugar pelo Airbnb, e se for sua primeira reserva, você ganha desconto clicando aqui!

DIAS 1, 2, 3 e 4 – SÃO FRANCISCO

Essa cidade da Califórnia nos impressionou muito por ser extremamente linda, organizada, limpa e com uma vibe incrível! Não vimos necessidade de alugar carro durante toda a nossa estadia lá pela dificuldade de encontrar estacionamento. Você pode deixar para fazer isso em seu último ou penúltimo dia e aproveitar para visitar as áreas mais distantes da cidade quando estiver com o carro.

Neste post não vou entrar em muitos detalhes sobre São Francisco pois estamos focando no roteiro de carro, mas existe um post inteiro sobre a cidade, é só clicar aqui!

4 dias em São Francisco são suficientes para conhecer bem a cidade e seus pontos turísticos. Não deixe de visitar o Golden Gate Park, fazer passeio de bicicleta passando pelo Ferry Building, pelos piers, Fisherman’s Wharf e atravessar a Golden Gate Bridge de bicicleta até Sausalito, Mission District, Painted Ladies, Haight Street, Sutro Baths, Union Square, Dolores Park e várias outras atrações da cidade.  

IMG_9732
IMG_9729
IMG_9708
IMG_9664
IMG_9773
IMG_9969
IMG_9924
IMG_0391
IMG_0496

Dia 5: MONTEREY/CARMEL BY THE SEA + 17-MILE DRIVE

Monterey e Carmel, Califórnia, são colocadas juntas pois são vizinhas uma da outra. Sendo assim você pode escolher onde prefere ficar. Se você quiser saber mais sobre nosso passeio clica aqui!

Saindo de São Francisco o primeiro dia da roadtrip começa já pela famosa Highway 1. A viagem corrida até Monterey é de 2 horas e 40 minutos porém, vai demorar um pouquinho mais pois a estrada é tão linda que merece diversas paradas no caminho para apreciar a paisagem, tirar fotos e, caso esteja calor, mergulhar nas dezenas de praias.

Essa pode ser uma viagem já cansativa por isso o pitstop em Monterey ou Carmel é tão necessário para passar uma noite e seguir viagem.

Entre a cidade de Monterey e Carmel existem 2 caminhos, a estrada principal e uma estrada ainda mais linda, chamada 17-Mile drive. Esta fica dentro de uma propriedade privada de reserva florestal, condomínio e campo de golf na região de Pebble Beach. Nós alugamos um airB&B dentro desta região, por total coincidência, e tivemos fácil acesso, porém é possível chegar à ela mesmo sem ser residente pagando uma taxa por veículo em uma das guaritas da entrada. Nós tivemos a informação de custar 10 dólares na época.

Este é um passeio IMPERDÍVEL! Não deixe de dirigir com toda a calma do mundo pela 17-mile Drive, principalmente na primavera, onde o caminho começa com várias flores, vale muito a pena!

Após cruzar esta maravilhosa estrada, aproveite para passear por Carmel by the Sea, uma cidadezinha com arquitetura européia, com carinha de cidade na serra apesar de estar na beira do mar.

IMG_0113
IMG_0552
IMG_0089

Dia 6: HIGHWAY 1 ATÉ MCWAY FALLS + SACRAMENTO

Este foi um dos dias mais cansativos e maravilhosos dessa roadtrip pela Califórnia! Acordamos cedinho em Monterey e já iniciamos nossa descida pela Highway. Lembrando que quando fizemos esta viagem a Highway 1 estava fechada pouco após a McWay Falls, devido aos deslizamentos ocorridos. Sendo assim dirigimos parando nos pontos: Point Lobos, Pfeiffer Beach, Bixby Creek Bridge, Big Sur, McWay Falls e muitos outros lugares lindos no meio da estrada. É um passeio realmente exuberante, com vistas surreais da natureza e do mar. Apaixonante!

Quando chegamos na McWay Falls fizemos retorno e iniciamos nossa longa jornada de volta. Como a estrada estava fechada o viajante tem a opção de pegar uma estrada interna (sem vista) até Santa Bárbara e continuar o trajeto de praias até Los Angeles. Como nós tínhamos a necessidade de visitar os parques Nacionais da Califórnia optamos por dirigir pelas praias até o ponto mais ao sul possível e depois voltar tudo e subir até o Lake Tahoe.

O trajeto da McWay Falls até o Lake Tahoe é muito longo, cerca de 6 horas de carro. Por causa disso decidimos passar uma noite em Sacramento, 4 horas de distância da cachoeira, para dormir.

Se você quiser saber mais sobre o passeio da Highway 1, clica aqui!

No caminho até Sacramento descobrimos uma fazenda de Girassóis (lá é cheio de fazendas!) muito lindo! Demos sorte porque Junho e Julho é a época que eles florescem. Fizemos uma parada no caminho para tirar umas fotos e ver aquele lindo mar amarelo e verde. Se quiser saber onde fica essa fazenda, é só dar uma olhadinha no nosso post sobre lá!

Este dia foram cerca de 12 horas de viagem com todas as paradas, mas confesso que mal sentimos tudo isso. O trajeto é tão bonito que a direção é leve, fizemos dezenas de paradas e curtimos muito o visual.

IMG_0659
IMG_0222
Pfeiffer Beach
IMG_0312
IMG_0318

DIA 7: SACRAMENTO E LAKE THOE

Aproveitamos que estávamos em Sacramento e fomos conhecê-la um pouquinho pela manhã. Não é muito turística mas encontramos a Old Town de Sacramento que é muito bem preservada. É como voltar no tempo e entrar em um filme antigo de faroeste americano. Sem dúvida vale dar um pulinho ali antes de seguir viagem. Fizemos até um “curta” de bang bang no caminho que vocês podem ver no nosso IGTV do instagram @seatbythewindowblog hahahaha. 

Seguindo viagem foram mais 2:30h de carro até Lake Tahoe, ainda na Califórnia fronteira com Nevada. Nós nos hospedamos no lado sul do lago, na vila de Heavenly, onde existem mais opções de hotéis. A estrada é MUITO linda, uma paisagem completamente diferente da Highway 1, mais invernal, com muitos pinheiros e montanhas com os topos ainda cobertos de neve (apesar de ser primavera), fato que fez a viagem passar mais rápido.

Chegamos em Lake Tahoe a tarde e aproveitamos para conhecer o centrinho e ver uma parte do lago. Se você quiser ler mais sobre Lake Tahoe, clica aqui!

sacramento
IMG_0807
IMG_0785

DIA 8: LAKE TAHOE

Lake Tahoe é muito grande, e as praias dentro dele mais lindas não são próximas ao centrinho de Heavenly (que é a área da cidade que fica o teleférico para a estação de esqui). Tiramos este dia para conhecer as praias mais ao norte: Chimney Beach e a Sand Harbor Beach, onde ficamos encantadas com as águas cristalinas do lago e rolou até um mergulho por lá. Essas praias não ficam mais no estado da Califórnia, e sim em Nevada, mas este fato não muda em absolutamente nada o passeio. Se você quiser ler o post completo de Lake Tahoe, é só clicar aqui!

IMG_4972
IMG_4899

DIA 9: MAMMOTH LAKES

Acordamos cedinho e partimos para nosso próximo destino localizado à 3 horas de carro de Lake Tahoe: Mammoth Lakes, Califórnia. Mais uma vez ficamos encantadas pelas estradas que pegamos pelo caminho, fomos pela famosa estrada 395 e era uma paisagem mais linda que a outra, parecia de mentira!

Essa vez não foi diferente, fomos parando em alguns lugares e os que mais nos impressionaram foi o Mono Lake, lago de água super salgada com pedras cujas formas parecem de outro mundo; June Lake, que já faz parte de Mammoth e em uma Hot Spring chamada Hilltop Tub, perto do aeroporto de Mammoth Lakes. Nesse mesmo dia passeamos por lá e visitamos outros lagos vários da região. Se você quiser ler o post completo de Mammoth Lakes, clica aqui!

IMG_0592_1
IMG_0652
IMG_0769
IMG_0583

DIA 10: YOSEMITE NATIONAL PARK

Partindo de Mammoth foram mais 2 horas até chegarmos na entrada do Yosemite, o parque mais famoso da Califórnia. Caso viagem perto do Outono e Inverno, essa rota levará mais tempo pois a estrada Tioga Rd, que corta o parque no meio,  fica fechada devido à neve.

O parque é gigantesco! Se você for aventureiro e curtir trilhas, pode ficar vários dias por lá. Mas caso esteja com a agenda apertada, como nós, é possível conhecer todo o parque de carro em 1 único dia. Novamente, a estrada até o parque é lindíssima, digna de algumas paradas para tirar foto, o parque não é diferente, é MARAVILHOSO. De carro fomos parando em diversos locais para conhecer, tirar fotos, e aproveitar a vista.

A entrada do parque é de 30 dólares por veículo e o bilhete tem validade de 7 dias, podendo entrar e sair do Yosemite quantas vezes quiser. Lá também é possível pegar o shuttle do parque que para em diversos pontos de visitação, mas recomendamos ir de carro, assim você pode parar onde quiser.

Se você quiser ler o post completo sobre o Yosemite, é só clicar aqui!

Nós dormimos em um hostel localizado à cerca de 40 minutos da saída oeste do parque (lado contrário de onde entramos) . É possível se hospedar dentro dele em um dos hotéis, cabanas ou acampar. Porém esta reserva deve ser feita com muitos meses de antecedência, principalmente no verão, pois esgotam com muita facilidade. Também existe a possibilidade de se hospedar no vale dentro do Yosemite, mas esses são os alojamentos que esgotam com mais rapidez!

IMG_1500
IMG_1391

DIA 11: SEQUOIA E KINGS CANYON NATION PARKS

Saindo do Yosemite são mais 3 horas de carro até chegarmos ao Sequoia National Park, também no estado da Califórnia. São mais 30 dólares por veículo para acessar tanto ao parque também com validade de 7 dias, podendo entrar e sair quantas vezes quiser.

O Sequoia e o Kings Canyon são quase que o mesmo parque, compartilham das mesmas entradas e não possuem uma divisão clara entre eles. As estrada são mais apertadinhas do que as do Yosemite tornando as “paradinhas para foto” um pouco mais difíceis.

Lá, a maioria dos estacionamentos são para idosos ou deficientes, o que dificulta ainda mais as paradas. Conseguimos parar nos acostamentos das pistas, assim como os outros carros estavam fazendo. Lá também existe a possibilidade de pegar o Shuttle do Parque que para nos principais pontos.

Tivemos a oportunidade de dormir dentro do parque, em uma cabana de madeira sem energia elétrica. Foi uma experiência única e maravilhosa! Se quiser saber mais sobre a experiência de dormir na cabana e o passeio no parque, clique aqui!

IMG_0978
IMG_1627

DIA 12: VENICE BEACH – LOS ANGELES

Acordamos cedinho de nossa cabana no Sequoia e fomos em direção à uma das cidades mais famosas da Califórnia: Los Angeles. A viagem foi longa, 5 horas de carro e, dessa vez, não tão bonita. O caminho começa por Fresno em uma estrada abarrotada de caminhões gigantescos e segue mais tranquila depois. Optamos por nos hospedar em Venice Beach, bairro jovem e perto da praia de LA.

Neste dia decidimos passear pela orla de Venice Beach e assistir o sol se pôr na praia. 

Se você quiser ler o post completo de Los Angeles é só clicar aqui!

Abbot-Kinney-Blvd-13
IMG_2110

DIA 13: HOLLYWOOD – LOS ANGELES

LA é uma cidade gigantesca, a maior de toda a Califórnia, disso nós já sabíamos, porém não imaginávamos o quanto o transporte público era difícil por lá. Para chegar até Hollywood iríamos precisar de 3 transportes e levaria mais de 1 hora. Sendo assim optamos por usar nosso carro e torcer para encontrarmos estacionamento. Como era final de semana não tivemos nenhum problema em encontrar vaga na rua!

Fiquem atentos aos sinais de No Parking, e sempre leiam o que está escrito na placa, muitas vezes aquilo significa que a vaga é livre e você só não pode estacionar em certos dias da semana.

Aproveitamos esse dia e passeamos pela calçada da fama, visitamos a GIGANTE loja de discos Amoeba Music, almoçamos no Grand Central Market, vimos uma série ser gravada no meio da rua por pura sorte, fomos na The Last Bookstore e passeamos pelo centro da cidade.

IMG_1771
Amoeba. Los Angeles
calçada-da-fama-em-hollywood

DIA 14: SANTA MONICA – LOS ANGELES

Santa Monica, vizinha de Venice Beach, era a nossa outra opção de hospedagem, porém, desistimos pelo seu alto preço, um dos mais altos de toda a Califórnia… Por nossa sorte, ambas praias são muito próximas umas das outras, cerca de 2 quilômetros de distância. Tiramos esse dia ensolarado para fazer um passeio pela orla e conhecer a região.

Eu levei meu Skate e as meninas alugaram um patinete elétrico, moda do momento que qualquer um pode alugar via app, e fomos passeando até a praia de Santa Monica. Por lá demos uma voltinha no famoso píer, brincamos no parque de diversão, e caminhamos pelas ruas de dentro onde existe a maior concentração de comércio.

No fim do dia aguardamos pelo tão famoso pôr-do-sol da Califórnia, que, para nossa surpresa, não se pôs na água… Aparentemente, no verão, o sol muda de posição ao ponto que ele se põe no cantinho do continente. Mas tudo bem, existem outras praias onde é possível ver o pôr-do-sol mais lindo do mundo <3

IMG_5286
IMG_1042

DIA 15: NEWPORT BEACH, LAGUNA BEACH E BEVERLY HILLS

Como boas adolescentes dos anos 2000 que somos, não podíamos deixar de visitar os cenários das nossas séries teen preferidas da Califórnia: The OC, Laguna Beach e 90210. Este foi um dia dedicado à essas praias mais distantes e a este bairro chiquérrimo de LA.

Newport Beach e Laguna Beach não ficam dentro da cidade de Los Angeles, mas sim em Orange County. A primeira parada, Newport, fica a cerca de 1 hora de Venice Beach e Laguna Beach fica a cerca de 30 minutos de Newport. As praias são muito mais bonitas do que as de Venice e Santa Monica, mais vazias e muito menos turísticas. Mas já saibam que o pier de The O.C. não existe em Newport Beach, o que não elimina o charme do lugar, mas deixou nossos seres adolescentes decepcionadas.

Postaremos em breve nossos passeios por lá, avisaremos tudo no instagram @seatbythewindowblog!

Na volta passamos em Beverly Hills, onde pudemos conhecer um pouquinho do bairro. Clique aqui para ver nosso passeio completo por Los Angeles passando por Beverly Hills!

IMG_5506
IMG_2058
IMG_5500

DIA 16: UNIVERSAL STUDIOS E SAN DIEGO

Escolhemos passar nosso último dia em Los Angeles indo para um dos parques. Além da Universal Studios outras opções próximas a Los Angeles são: Six Flags, Legoland e Disneyland.

Caso não queira visitar nenhum parque de diversão, minha sugestão é aproveitar o dia para conhecer melhor alguma área da cidade que tenha gostado muito.

Após um dia animado na Universal Studios pegamos o carro e seguimos para nosso próximo destino mais ao sul da Califórnia: San Diego, que fica a cerca de 2 horas de distancia de Los Angeles.

DIA 17: CENTRO DE SAN DIEGO E LA JOLLA

Escolhemos nosso primeiro dia na cidade para conhecer um pouco de San Diego. A cidade é linda, fomos até o Harbor onde tem um museu da marinha dentro de um navio antigo de guerra,vimos a famosa estátua do beijo do fim da guerra e passeamos pelo bairro cool de lá: North Park.

Em seguida fomos à La Jolla onde vimos dezenas e dezenas de focas, lá é um dos lugares mais famosos para vê-las de toda a Califórnia!!

Por fim, demos uma volta no outlet de Carlsbad, para aproveitar e fazer nossas compras tão desejadas! 

Se você quiser ler o post completo de San Diego, é só clicar aqui!

IMG_2200
IMG_5638

DIA 18: JOSHUA TREE, BATE E VOLTA DE SAN DIEGO

Ainda não tínhamos terminado nossa lista de parques da Califórnia, ainda faltava o Joshua Tree um parque desértico, totalmente diferente dos outros que visitamos. Foram aproximadamente 3 horas de viagem que fizemos num bate e volta de San Diego.

O lugar é MUITO lindo e extremamente quente nessa época do ano. As formações rochosas são o destaque de lá, além da vegetação que é lindíssima, com seus jaridns de mini cactos e os vastos campos das árvores que dão nome ao parque: “Joshua Tree”.  

Clica aqui para ler mais detalhes sobre o Joshua Tree!

IMG_1328
IMG_1302
IMG_1236
IMG_1234
IMG_1176
IMG_1162
IMG_1116

DIA 19: SAN DIEGO – PACIFIC BEACH E MISSION BEACH

Dia de sol lindo, fomos para a famosa Pacific Beach que divide sua extensão de areia com a Mission Beach. O lugar é tão legal que passamos o dia inteiro por lá. Andamos de Skate e alugamos o patinete elétrico mais uma vez, passeamos pelas ruas internas com lojas e restaurantes. Em Mission Beach tem o pequeno parque de diversões Belmont Park, que lembra um pouco o do píer de Santa Mônica, lá brincamos um pouco nos brinquedos e depois corremos para a praia para assistir ao sol se pôr dentro do oceano!

IMG_2698
IMG_2745
IMG_2748
pacific

DIA 20: SAN DIEGO – ENCINITAS, DEL MAR BEACH, SOLANA BEACH E SUNSET CLIFFS 

Tiramos esse dia para conhecer as praias mais afastadas do centro de San Diego e surfar! O irmão da Géssica, Filipe, é shaper e mora em San Diego e nos levou para essas praias nada turísticas e maravilhosas.

Como o sol só se põe às 20h tivemos tempo de dirigir até o Sunset Cliffs ver o pôr-do-sol mais lindo de todos para encerrar nossa viagem.

IMG_2453_2
IMG_1562

No dia seguinte acordamos cedinho e fomos até o aeroporto de Los Angeles, onde devolvemos nosso carro, encerramos nossa perfeita viagem pela Califórnia e embarcamos de volta ao Brasil.

Caso você tenha curtido, dá uma olhadinha no vídeo que fizemos da nossa viagem. Nele você vai conseguir entender um pouco da beleza desse lugar!

Caso vocês tenham mais algumas dúvida ou sugestão de itinerário para essa viagem, é só comentar aqui no post que vamos ficar muito felizes em ler a opinião de vocês!


Reserve com a gente!

Você sabia que você pode ajudar nosso blog com uma pequena comissão toda vez que reserva pelos nossos links? Assim a gente consegue se manter e trazer cada vez mais dicas para vocês!

? reservas de hotéis pelo Booking.com

? aluguel de carro pelo Rentcars.com

✈️ passagens pelo Decolar.com

? seguro viagem pelo Seguros Promo 

vocês ainda ganham 5% de desconto no seguro com o código: SEATBYTHEWINDOW

Não deixem de seguir nosso instagram, para ficar sabendo de tudo que estamos fazendo por aí

Você viu recentemente ...

caminhando pelo East River State Park

NY – dicas de bairros, bares, parques e tudo você precisa conhecer por lá!

Bogotá – 10 passeios próximos para fazer um bate-volta

Arraial do Cabo – Nosso Caribe Brasileiro!

Prana Vegetariano, RJ

Rio – Restaurantes Vegetarianos e Naturais

NY – 3 restaurantes imperdíveis!

13Comentários

  1. Marina

    meninas, vocês alugaram o carro por R$1.500,00+ as milhas, ou R$1.500,00 o preço completo? bjs!

    24/07/2018 Responder
    • Gessica

      Ooi! R$1.500 foi o preço completo! As milhas você não gasta, você ganha por ter reservado pelo site da azul!

      30/07/2018 Responder
    • Michelle Runge

      Na verdade hoje não tem mais a pontuação por alugar o carro na Azul Viagens, infelizmente, só se comprar uma passagem de avião junto. Mas ainda vale a pena pois pagamos em real! O valor saiu o mesmo se tivessemos alugado no site das empresas com a vantagem de não termos sustos com a cotação do dólar que não parava de subir.

      30/07/2018 Responder
  2. Caroline

    Olá, Meninas.
    Quantos dólares foram gastos por pessoa +/-?

    05/10/2018 Responder
    • Amanda

      Oi Caroline!! Tirando o valor da passagem, que pagamos em real (foi em torno de R$2400,00), gastamos cerca de U$1800,00 por pessoa, incluindo nesse valor a alimentação (U$40,00 por dia), hospedagens, aluguel de carro + gasolina. Fora isso levamos um extra para gastos adicionais, emergências etc, sempre bom levar um pouco a mais!

      06/11/2018 Responder
  3. Beatriz

    Oiii meninas, vocês tem uma média dos gastos ? Ameiii o roteiro de vocês e pretendo fazer em julho/agosto com meu namorado e gostaria de ter uma base de quanto vamos precisar … Obrigada!!!

    22/10/2018 Responder
    • Amanda

      Olá Beatriz! Nossa média de gastos para essa viagem toda foi cerca de U$1800,00 por pessoa, esse valor inclui hospedagens (nosso total foi U$ 645,00 por pessoa), alimentação (U$40,00 por dia) e aluguem de carro + gasolina (cerca de U$690,00 no total para 18 dias, dividindo por 3 pessoas, saiu U$230,00 por pessoa). Nossa passagem nós pagamos em real, foi em torno de R$2400,00. Sempre bom levar também um extra para emergências, compras, gastos adicionais, ingressos etc.

      06/11/2018 Responder
  4. Thaise

    Meninas,
    Q maravilhoso! Tô pulando na cadeira lendo isso rs Quais as praias exclusivas de San Diego? COnta aí. bjs

    02/12/2018 Responder
    • Gessica

      Oie! Que bom que você ta curtindo nosso roteiro! Lá no nosso post de San Diego tem tudo explicadinho! Mas amamos mto a Solana Tide Beach, muito linda! E Encinitas é legal pra aproveitar o dia na areia e na água! Dá uma olhadinha lá no post que você vai curtir! <3

      04/12/2018 Responder
  5. ISABEL CRISTINA ROSA SANTOS

    Tudo bem?
    Amei o roteiro de vcs, eu e meu irmão decidimos fazer exatamente ele! Iremos dia 20/05
    Queria ver se é possível, vcs disponibilizarem os nomes ou links dos locais onde se hospedaram, pois assim nos ajudariam muito nessa busca.

    Agradeço o post que esta fantástico muito explicativo, e bastante completo!

    Beijos
    Isabel

    05/03/2019 Responder
  6. Sheron

    Oi meninas, adorei a postagem! Eu estou indo em novembro para a California mas tenho uma dúvida sobre as passagens, vocês compraram a ida e a volta de lugares diferentes?
    Obrigada.

    01/08/2019 Responder
    • Gessica

      Oi Sheron, tudo bom?

      Compramos sim, nossa ida foi para Sao Francisco e a volta foi por Los Angeles.
      Chegamos a testar e ver quanto daria ida e volta do mesmo local, mas a passagem interna ou a gasolina + uma diaria a mais do carro q iamos gastar para voltar não valiam a pena a diferença. O preço da passagem ficou muito parecido nesses casos.

      03/08/2019 Responder

DEIXE UM COMENTÁRIO

Contact Us

[contact-form-7 404 "Not Found"]